sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Retrato d’alma

 Retrato d’alma

Reconstruído a partir do poema “Retrato” – Cecília Meireles
By Amalri Nascimento – 26 de agosto de 2014.

Eu não tinha estes olhos vagos,
assim encobertos por véus de tristezas,
nem estes pulsos meio mórbidos,
nem no peito este poço de incertezas.



Eu não vivia estes sonhos sem vida,
tão inertes e lassos e mortos;
eu não tinha esta alma calada
que traz à boca sabor de lágrima.



Eu não dei por estes tempos,
assim naturais, assim certos, assim opressores:
- Em que pesadelos se perderam
os meus desejos?




Retrato

(Cecília Meireles)
 
Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

 

5 comentários:

  1. Reconstruindo "Cecília Meireles", a poetisa da alma.

    ResponderExcluir
  2. Olá, sou escritor e recentemente criei um blog para divulgar alguns textos premiados. Gostaria de estabelecer uma troca de links. Se julgar procedente, aguardo seu contato.
    brasilliteral.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, sou escritor e recentemente criei um blog para divulgar alguns textos premiados. Gostaria de estabelecer uma troca de links. Se julgar procedente, aguardo seu contato.
    brasilliteral.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, sou escritor e recentemente criei um blog para divulgar alguns textos premiados. Gostaria de estabelecer uma troca de links. Se julgar procedente, aguardo seu contato.
    brasilliteral.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, sou escritor e recentemente criei um blog para divulgar alguns textos premiados. Gostaria de estabelecer uma troca de links. Se julgar procedente, aguardo seu contato.
    brasilliteral.wordpress.com

    ResponderExcluir